A história das especiarias, e sua importância na Gastronomia

A história das especiarias, e sua importância na Gastronomia

As especiarias são temperos (condimentos) usados na culinária para proporcionar sabores diferentes nas comidas. Algumas especiarias também eram, e ainda são utilizadas na fabricação de cosméticos, óleos e medicamentos.

Na época das Grandes Navegações e Descobrimentos Marítimos, as especiarias eram muito valorizadas na Europa, pelo simples fato de não poderem ser cultivadas neste continente em função do clima.

Com o crescimento da Burguesia, a demanda por esses produtos que na época eram considerados de luxo, também cresceu e muito.

No século XV, o monopólio dessas especiarias era dos comerciantes de Gênova e Veneza, duas cidades Italianas. Esses comerciantes compravam no Oriente (Índia e China), e vendiam com alta porcentagem de lucro do mercado europeu.

O transporte dessas especiarias para a Europa era feito através da rota do Mar Mediterrâneo, que também tinha o domínio dos comerciantes Italianos.

Foto: freepik

Um século depois, os Portugueses descobriram uma rota alternativa para chegar ao oriente, que era através da navegação pela costa africana. Os Portugueses compravam diretamente do local onde eram produzidas acabando com o monopólio dos Italianos.

Usando a nota rota, as caravelas portuguesas chegavam à Europa carregadas de especiarias, que posteriormente eram vendidas com alta taxa de lucro. Mediante a isso, Portugal se tornou uma potencia econômica da época.

As especiarias possuem fundamental importância na Gastronomia, pois acrescentam e muito quando usadas na preparação dos pratos. Elas dão sabor e aroma que alteram e completam o sabor dos alimentos. Isso claro que for bem harmonizada…

Algumas das mais usadas especiarias:

Açafrão: famoso por ser um dos ingredientes da Paella, o açafrão é o pistilo da planta açafrão, que é colhido a noite antes que as abelhas ou passarinhos o levam embora.

Alecrim: erva muito aromática que possui um perfume doce e fresco. Ideal para usar com carnes, ensopados, aves, peixes, molhos e etc.

Aniz Estrelado: fruta que possui a forma de uma estrela, e possui um aroma forte e um pouco amargo. Usado para aromatizar pratos e bebidas.

Cardamomo: fruto ou semente da família do gengibre muito usado em sopas, fígado, porco, e para aromatizar bebidas, caldos e molhos.

Cominho: semente marrom, com gosto forte e único, muito usada em molhos de carne, peixe, legumes, queijo e carnes.

Cúrcuma: É a raiz da planta da família do Gengibre, e possui coloração forte amarela. É conhecida também como açafrão da terra.

Curry: é uma mistura de vários condimentos, inclusive a cúrcuma. Muito usado carnes, aves, peixes, molhos, arroz e etc.

Louro: folha bastante aromática, com rosto marcante, e por isso precisa ser usada com cautela. Ideal para usar no feijão, em molhos, assados, ensopados e etc.

Noz Moscada: Pode ser encontrada em semente ou em pó. Possui um gosto marcante e bastante aromático. Ideal para doces, sobremesas, bolos e até mesmo em carne.

Páprica: é o pó extraído do pimentão vermelho doce. Possui a característica de fornecer cor e sabor.

Sálvia: folha de sabor forte e único, muito usado com carnes, em molhos e etc.

Tomilho: erva muito usado hoje em dia, que deixa eu sabor marcante da comida. Ideal para molhos, carnes, peixes, aves e etc. Combina muito bem com carne de porco.

As especiarias são essenciais para dar aos pratos aquele toque diferente e especial. Cada região do mundo possui a especiaria mais usada, e por isso a lista delas é extensa. Desde que use da maneira correta, as especiarias sempre irão melhorar e muito o gosto de um prato. É necessário sempre ter cautela ao usa-las, pois se colocada demais, o gosto domina todo o prato.

Manter as especiarias em grãos é sempre a melhor opção, pois conserva mais o sabor e o aroma. O ideal é sempre tritura-las na hora.

 


Observações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *