Afinal, de onde vem a tapioca que comemos?

Afinal, de onde vem a tapioca que comemos?

Nos últimos tempos um ingrediente ganha cada vez mais espaço no dia a dia das pessoas, substituindo alguns alimentos tradicionais como o pão do café da manhã. O hábito de consumo começou pelos índios, e até pouco tempo era típico e restrito apenas as regiões norte e nordeste do país, mas hoje a tapioca recebe cada vez mais status de protagonista, e se espalha por todo o país compondo o cardápio do brasileiro.

Impulsionada pelo seu valor nutricional, não tendo gordura, glúten e sódio em sua composição, e também pela facilidade de preparo, a tapioca está na moda, mas você sabe de onde ela vem?

A mandioca é certamente a raiz brasileira, presente de norte a sul do país, e com uma importância histórica e cultural incrível que faz dela muito mais que apenas um ingrediente. Com a mandioca, uma série de subprodutos podem ser feitos, como por exemplo a Tapioca, e por isso ela impressiona pela versatilidade.

mandioca

É muito comum consumirmos diversos produtos e não atentarmos para a sua origem ou como ele é feito, e a tapioca é um grande exemplo disso, onde poucos sabem que é um subproduto da mandioca. A tapioca é basicamente a fécula da mandioca, conhecida também como goma da mandioca, polvilho doce ou polvilho azedo, e o seu processo de obtenção é muito simples.

A primeira etapa de produção começa descascando a mandioca, e em seguida ela é triturada até virar uma massa bem fina. Em seguida, essa massa é misturada com água, peneirada, e deixada descansar para decantar. Após um período, a mistura já estará separada em duas partes, sendo a água a parte superior, e a goma da mandioca (tapioca) a inferior (no fundo). A última etapa consiste na secagem, que pode ser feita natural (ao sol) ou artificial.

Leia também: Mandioca, de norte a sul do Brasil 

A produção da tapioca remete o que de fato é o produto e o seu preparo: simplicidade. Ao peneirar a tapioca em uma frigideira cobrindo todo o fundo, tudo se une em só formato com a ação do calor, e da origem a tapioca tão típica nas regiões norte e nordeste do país que vem ganhando o Brasil. Tradicionalmente consumida recheada, hoje já existem diversos recheios diferentes e até mesmo casas especializadas apenas em seu preparo.


Observações

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *