Como é feito o azeite de dendê?

Como é feito o azeite de dendê?

A gastronomia brasileira é uma potência em todos os sentidos, e não cansamos de dizer isso por aqui. O Brasil é um país muito grande e dividido por várias regiões, o que explica a variedade de ingredientes e pratos típicos existentes. O dendê é um fruto do dendezeiro e matéria prima do azeite de dendê, um produto que mesmo não sendo brasileiro é típico da cozinha baiana. Assim como vários outros ingredientes, o dendê é um dos principais produtos da cozinha brasileira, e indispensável no preparo de uma moqueca baiana e no acarajé.

Originário da África e trazido ao Brasil no período colonial pelos portugueses, o dendezeiro é uma palmeira que dá origem aos frutos do dendê, e é conhecida também como palma. Do dendê se extrai o óleo mais produzido e consumido no mundo, sendo Malásia e Indonésia os grandes produtores mundiais englobando cerca de 80% da produção mundial. No Brasil, o Pará é o maior produtor também com mais de 80% da produção. A versatilidade e a alta rentabilidade são dois fatores que fazem do dendê um produto muito forte no mercado brasileiro e mundial.

Com o dendê se produz vários óleos, mas é apenas da sua polpa que se extrai o azeite de dendê. A sua produção é feita artesanalmente ou industrialmente, e inicia-se com a seleção e colheita manual dos frutos que devem estar bem maduros. Uma vez colhidos, os enormes cachos de dendê passam por um processo de cozimento em água ou vapor, e em seguida ocorre a separação da semente da polpa, sendo prensados separadamente.

azeite de dendê

Produção artesanal de azeite de dendê – Créditos da foto: https://www.flickr.com/photos/turismobahia/

Com a amêndoa se produz o óleo de palmiste, e a polpa do dendê prensada passa por um processo de clarificação, retirando as impurezas e mantendo a cor vermelha vibrante que caracteriza o óleo típico. A principal qualidade de um fruto do dendê é a sua oleosidade que deve ser bem alta, e isso é possível perceber apenas apertando o fruto quando retirado da árvore.

A versatilidade como dito acima é uma importante qualidade do dendê, que além de dar origem a vários óleos, produz também gorduras vegetais e ainda tem seu uso difundido na indústria cosmética. O sabor forte e marcante do dendê, tempero indispensável da cozinha baiana, é um bom exemplo da influência africana na gastronomia brasileira, e mesmo estando por aqui desde os tempos de colônia se estabilizou como um produto típico, e que nos últimos anos tem ganhado cada vez mais destaque, ultrapassando as fronteiras do nordeste e norte do país.

O Brasil possui uma riqueza incrível de frutos e consequentemente de variados óleos. O dendê é um deles e não se limita apenas em ser um indispensável ingrediente para dar sabor a vários pratos típicos, mas também um produto com importância cultural e histórica, que carrega as influências estrangeiras na formação da cultura gastronômica brasileira. O dendê foi incorporado a cultura alimentar do brasileiro de uma maneira tão forte, que há quem acredite que o fruto tem origem verde e amarela.

Bibliografia:

  • Reportagem – Globo Rural/TV Globo – “Fazenda na Amazônia investe no plantio de dendê”
  • DÓRIA, Carlos Alberto. Livro – Formação da Culinária Brasileira
  • Foto da capa: Canal Petrobrás no Flickr 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *