Maple Syrup, o xarope tradicional do Canadá mais famoso do mundo

Maple Syrup, o xarope tradicional do Canadá mais famoso do mundo

Diferentes tipos de maple syrup

A redução é uma técnica muito utilizada na cozinha, e suas principais funções são engrossar e concentrar o sabor de determinado produto. Técnica hoje que está em alta, já é feita a milhares de anos com o xarope mais famoso do mundo, o Maple Syrup. Proveniente da árvore mais famosa do Canadá, que tem menção na bandeira do país, o Maple Syrup contém sabor único por ser um produto natural.

Tudo começou quando um nativo voltando de sua caçada jogou seu machado em uma “maple tree”, e imediatamente começou a escorrer uma seiva sobre o tronco, partindo do corte que foi feito. Colhida pelo nativo, a seiva foi levada para a sua mulher cozinhar, sendo que ambos achavam que era apenas água. Ao usar no cozimento da carne, e após ferver, a água evaporou e ficou apenas o xarope, formando uma crosta melada na carne, dando um sabor doce para a comida.

Maple significa “bordo” em português, que é uma árvore da família Acer que em sua maioria ultrapassa os 200 anos de vida. A partir de 1965, a bandeira do Canadá recebeu em seu “desenho” a folha da “Maple tree” no centro.

 A produção de Maple Syrup não demanda muito trabalho e etapas, e é feita apenas uma vez por ano, sempre na primavera.  Durante o frio, ocorre um armazenamento de amido nos troncos e nas raízes das árvores. Com a chegada da primavera e as temperaturas mais quentes, o amido é transformado em açúcar.  A partir disso, a seiva é retirada dos troncos das árvores através de um bico, e fica pendurado um balde com um guincho para ir armazenando o liquido obtido.

Torneiras fincadas nas árvores para recolher a seiva. Credit photo: genetix.canada

Torneiras ficadas nas árvores para recolher a seiva. Credit photo: genetix.canada on Flickr

Muito produtores locais possuem mais de 50 mil torneiras fincadas nas arvores de maple. A segunda etapa da produção consiste no cozimento da seiva, onde a água irá evaporar, e deixar um xarope bem grosso e caramelizado. A redução irá apurar o sabor do xarope ainda mais, tornando-o muito especial e saboroso. Após certificar de que o liquido está na textura ideal, ele é filtrado para remoção dos resíduos, tem sua densidade ajustada, e são classificados de acordo com cor e sabor.

A classificação do Maple Syrup é feita por “notas”, mas é importante ressaltar que ambos possuem alta qualidade, a mesma quantidade de açúcar, e a mesma densidade. A diferença entre os xaropes está na intensidade do sabor e na cor.  Todo o processo de produção é 100% natural, sem a adição de qualquer tipo de aditivo, justamente para aproveitar o maravilhoso sabor do açúcar natural da árvore.

Com um consumo mundial enorme, o Maple Syrup original é feito em Vermont (Canadá), mas também existem pontos de produção nos EUA. Hoje o Canadá engloba 83% da produção do xarope de bordo no mundo. O seu preço é relativamente alto, mas é justificado por ser algo único, natural, e com um baixo rendimento, tendo em vista que 150 litros de seiva produzem cerca de 4 litros de xarope. Seja nas panquecas, nos “waffles”, ou nos pratos salgados, a certeza de que o Maple Syrup será uma ótima companhia para agregar sabor é garantida.

Bibliografia: Vermont Maple Sugar Makers’ Association e Folha de São Paulo “caderno” Comida.


Comentários

  1. Adorei a materia. Apesar de utilizar o maple syrup nao conhecia a historia. Excelente.

  2. Hamilton Gil de Oliveira disse:

    Uma árvore de Maple syrup produz quantos litros de seiva anual, e para que mais é utilizado?

  3. Oneida Wolf disse:

    Obrigada,Isaura! Nunca lí nada sobre a Maple Syrup…Muito ignorante essa sua amiga…rsrsrsBjs.

  4. […] mel. É o café-da-manhã dos campeões! Experimente substituir o mel por maple syrup {leia mais aqui}.  Você encontra este produto em empórios e em grandes supermercados no setor de […]

  5. Diles Tombini disse:

    Alguém sabe me dizer se o maple syrup tem data de validade.? É que tenho um vidro há 4 anos e não sei ainda posso utilizá-lo. Obrigada

  6. Diles, querida, eu levei mais tempo que tu para consumir os que trouxe (vai firme!). Beijão.

  7. Hélia Barros disse:

    Eu gostaria de saber se o maple syrup pode ser consumido por diabéticos

    • fabio disse:

      Contraindicações: seu consumo não é recomendado para diabéticos. No entanto, para atletas é um excelente opção pré-treino, junto a pães, panquecas e cereais integrais ou frutas

  8. […] daqueles que você paga e come a vontade, com direito a bacon, panquecas americanas e cobertura de Xarope de Maple, depois almoçou um bife a parmegiana com direito a sobremesa, tomou um café da tarde reforçado e […]

  9. […] forte aqui em casa uma vontade de panquecas doces no café da manhã. Ainda que não tivéssemos mapple syrup para completar a tradição, aproveitamos para dar uma viajada forte nos recheios. De quebra fiz um […]

  10. Gabriel disse:

    Eu trouxe um pouco do Canada mas ja acabou, onde eu encontro aqui no Brasil para comprar?

    • Pedro Frade disse:

      Olá Gabriel,
      Procure pelos mercados que vendem produtos importados. Na internet existem vários deles, e com certeza você encontrará.
      Att, equipe Petit Gastrô.

  11. […] a pancake é adoçada com 2 colheres (sopa) de maple syrup (ou agave ou mel). Nós preferimos não […]

  12. […] amanteigado, e a cobertura de chocolate derretido. MAPLE SYRUP A minha preferida. Segundo relatos “tudo começou quando um nativo voltando de sua caçada jogou seu machado em uma ‘maple […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Comente com o Facebook

Av. Contorno - n°3979 - Santa Efigênia - BH - MG

(31) 3333-3333

contato@digitalpixel.com.br

Seg á Sex de 09hrs á 18hrs